H-Dia

BLOG

A AME é uma rara e grave doença genética neuromuscular. Degenerativa e irreversível, ela interfere na capacidade de o corpo produzir uma proteína considerada essencial para a sobrevivência dos neurônios motores — responsáveis por movimentos voluntários vitais simples, como respirar, engolir e se mover.
Gael Sousa, um bebê com apenas 10 meses, tornou-se o terceiro paciente no Distrito Federal a receber uma dose do Zolgensma, conhecido como o medicamento mais dispendioso do mundo. Essa substância, utilizada no tratamento da Atrofia Muscular Espinhal (AME), tem um custo aproximado de R$ 7,3 milhões. A administração da dose ocorreu no hospital H-Dia, localizado em Águas Claras, no dia 9 de agosto.